Colégio Queiroz Brunelli
Escola Primeiros Passos
  1.      

Notícias

Às vezes, seu filho não é mal criado, mas sofre de Transtorno Opositivo-Desafiador

10/01/2018


Algumas crianças simplesmente não aceitam ordens! E, muitas vezes, é normal até atingir uma certa maturidade para entender o que é certo ou errado. Mas pode ser que a desobediência muito constante seja um indício de Transtorno Opositivo-Desafiador (TOD) que é um distúrbio de comportamento caracterizado por extrema dificuldade em aceitar regras, recomendações e  imposições de outras pessoas, especialmente de autoridades e dos pais.

 

Clay Brites,  pediatra, neuropediatra, um dos fundadores do Instituto NeuroSaber e pai da Helô, do Gustavo e do Maurício, explica que a intensa oposição persiste mesmo que prejudique a pessoa. “Pode levar a condutas desafiadoras, sentimento intenso de irritabilidade e crises de raiva assim como de vingança.  A presença destes indivíduos em grupos sociais sempre leva a instabilidades e discussões recorrentes.”

 

Normalmente, tem indícios nos primeiros oito anos de vida e tende a se intensificar na adolescência. E é importante a gente entender que as crianças não são tão diferentes de nós no que diz respeito a querer entender como as coisas funcionam e com as emoções não é diferente.

 

Ellen Moraes Senra, psicóloga e mãe do Rafael explica que “uma vez que é explicado que o nome daquilo que o paciente sente é raiva e que é uma emoção que todos nós sentimos, pode ser que fique mais fácil para o mesmo compreender que suas reações são provenientes dessa mesma emoção, algo que funciona muito bem é deixar que o paciente explore sua emoção de forma clara”.

 

O tratamento envolve medicações, terapia de manejo parental, estratégias psicoeducativas e suporte escolar. Se não tratado, A evolução do transtorno tende a ser prejudicial para a criança e família, aumentando os riscos de desenvolver transtorno de conduta, envolver-se com drogas e más companhias, repetência e insucesso na carreira acadêmica e profissional (na fase adulta).

 

Mas não é qualquer criança que tem TOD, existem já predisposições genéticas e ambientais e associação com outros transtornos  comportamentais e de desenvolvimento como  Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), Autismo, Transtornos de Humor e Depressão.

 

Fonte:http://paisefilhos.com.br/crianca/as-vezes-seu-filho-nao-e-mal-criado-mas-sofre-de-transtorno-opositivo-desafiador/

NOTÍCIAS
16
  1. 5 maneiras de estimular o cérebro do seu filho
  2. 1. Natureza   Ao estimular todos os sentidos, da audição à visão, as aulas ao ar livre podem melhorar a performanc...
  3. Leia mais
13
  1. Sarampo: o que você precisa saber sobre a volta da doença
  2. Infectologista pediátrico explica quais sintomas devem chamar a atenção dos pais e reitera importância da vacina diante ...
  3. Leia mais
12
  1. Precisamos falar sobre a saúde mental das mães
  2. Já se passaram cinco anos, mas sempre me lembro como se fosse ontem.   Eu, uma recém-nascida no colo e uma filha d...
  3. Leia mais
11
  1. 11 perguntas e respostas sobre cuidados com a pele do bebê no inverno
  2. Não é só a pele dos adultos que sente os efeitos desse período do ano. Saiba como cuidar da pele dos pequenos nos dias f...
  3. Leia mais
10
  1. Crianças podem tomar café?
  2. A nutróloga Liliane Opperman explica como a bebida pode ser incluída no cardápio dos pequenos.   O café tem um che...
  3. Leia mais

Outros notícias

  1. Nossos Comunicados
  1. 5 maneiras de estimular o cérebro do seu filho
  2. Julho 16, 2018
  1. Sarampo: o que você precisa saber sobre a volta da doença
  2. Julho 13, 2018
  1. Contato
  1. Ribeirão Preto
  2. Administração:
    Rua Miguel Ignácio, 378
    Jardim Castelo Branco Novo
    CEP: 14090-530
    Telefone: (16) 3627-2548
  1. Rede Sociais
  1.